Review | Into the Emberlands

Into the Emberlands, da publisher Daedalic Entertainment e da desenvolvedora Tiny Roar, lançou em acesso antecipado há alguns dias. O jogo é um encantador e aconchegante jogo de exploração e evolução em um mundo de visão top-down e uma estética fofa e carismática. A premissa do jogo é simples e valoriza exploração e progresso tranquilo no jogo sem muitos combates ou dificuldades, você é o lightbearer, alguém encarregado de ajudar a salvar e melhorar o mundo que foi tomado por uma escuridão chamada Miasma.

Captura de Tela (1213)
Captura de Tela (1214)
Captura de Tela (1215)
Captura de Tela (1216)
Captura de Tela (1217)
Captura de Tela (1218)
Captura de Tela (1219)
Captura de Tela (1220)
previous arrow
next arrow

Saindo de sua pequena cidade você deve avança pelo mundo escuro em busca de novos villagers, itens e melhorias para trazer de volta a sua cidade. Você deverá cumprir missões como melhorar uma casa com pedras e madeira que encontrará pela sua jornada, mas tudo isso vai depender da sua luz que diminui a cada passo que você dá na escuridão. Por sorte, você encontra criaturas com as quais pode conseguir mais luz ou pequenas luzes espalhadas pelo caminho. Só lembre-se de clicar exatamente nos quadrados delas, já que apenas passar pelo lugar não certifica você de pegar o item ou luz ali.

E assim você deve ir cumprindo missões e evoluindo sua cidade. Into the Emberlands traz um mundo fantasioso com um bom nível de carisma, uma gameplay simples e interessante e uma progressão recompensadora. Ele traz o melhor de jogos como Forager que simplesmente existem para você explorar, seguir e evoluir, com uma arte fofa e um modo diferente de ver e explorar o mundo.

Captura de Tela (1221)
Captura de Tela (1227)
Captura de Tela (1226)
Captura de Tela (1225)
Captura de Tela (1224)
Captura de Tela (1223)
Captura de Tela (1222)
previous arrow
next arrow

Os belos biomas gerados processualmente trazem habitantes peculiares no caminho, desde trolls preguiçosos e cientistas malucos até galinhas e todos eles oferecem suas próprias missões e pechinchas para você. E isso torna cada jogatina interessante e diferente.

Into the Emberlands traz uma premissa simples, uma arte delicada com uma movimentação que leva um tempo para se acostumar, mas tem em seu conceito uma boa ideia. Pode se tornar um jogo interessante se você se dedicar e abraçar seu universo e casualidade procedural, mas pode também ser mais um jogo para jogar ali de vez em quanto. Sem dúvidas vai agradar a muitos fãs do gênero, mas pode deixar passar batido por diversos outros jogadores.

Into the Emberlands
Veredito
História/Conceito
75
Gameplay
80
Diversão
80
Som/Trilha
85
Design
75
Prós
Contras
79

[Nota do Editor: Into the Emberlands foi analisado a partir da sua versão para PC via Steam. A cópia do jogo foi gentilmente cedida pela Press Engine para avaliação.]

Neto Verneque

Autor /

O corpo do Mario. A sociabilidade do Link. A fome do Kirby. E tão vencedor na vida quanto o Ash Ketchum.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Digite e pressione Enter para pesquisar