Baldur’s Gate 3 apresenta uma variedade de opções românticas, com cada companheiro trazendo preferências distintas, histórias pessoais intricadas e perspectivas particulares sobre moralidade. Enquanto personagens adorados pelos fãs, como Astarion e Lae’zel, ganham destaque, é possível negligenciar aqueles cujas tramas não se entrelaçam tão diretamente com a narrativa central, tal como o feiticeiro Wyll Ravengard.

Após ser rejeitado por sua família devido a um pacto fechado com um demônio para proteger sua cidade, Wyll enfrentou inúmeros desafios e, apesar de frequentemente ostentar um sorriso, uma análise mais profunda de sua essência desvenda um indivíduo marcado pela adversidade, ansiando por uma verdadeira conexão humana. Jogadores que escolherem estabelecer essa ligação têm a oportunidade de envolver-se romanticamente com Wyll. Caso o carismático Blade of Frontiers tenha capturado seu interesse, siga adiante para um guia com estratégias visando conquistar seu coração.

Recrutamento

Além de Lae’zel, recrutar Wyll é uma tarefa relativamente simples. Logo após a fuga do Nautiloid e a chegada ao Bosque (coordenadas: X: 208, Y: -33), uma sequência será ativada, proporcionando um breve encontro com Wyll antes de vocês lutarem lado a lado.

A boa notícia é que Wyll está do seu lado na batalha. Após derrotar os goblins que ameaçam o Bosque, prossiga pelo portão até encontrar Wyll treinando um grupo de jovens tieflings. Em conversa, ele mencionará um demônio que persegue e se oferecerá para acompanhar seu grupo.

Aprovação e Desaprovação

Wyll é, possivelmente, o personagem mais leal e íntegro entre os disponíveis no jogo. Apesar de sua aversão a Mizora, o demônio com quem estabeleceu um pacto, ele se destaca por ser amável, amigável e nobre. Portanto, ele valoriza gestos de altruísmo, generosidade e bondade. A crueldade sem justificativa é algo que ele condena, podendo até abandonar o grupo caso testemunhe assassinatos de inocentes. Para jogadores que se desviam de um caminho virtuoso, pode ser prudente deixar Wyll no acampamento em certos momentos, especialmente se desejam desenvolver um romance com ele. A menos que estejam presentes, os companheiros geralmente não tomam conhecimento das suas ações e, consequentemente, não julgam o que não veem diretamente.

Ato 1: Não há descanso para os de aparência perversa

Para além de evitar reações negativas, os jogadores que desejam ganhar o coração de Wyll devem se empenhar em três ações específicas: salvar os sobreviventes do Descanso de Waukeen, proteger os refugiados no Bosque e assegurar que Wyll entenda que as alterações em sua aparência não mudaram sua percepção sobre ele.

Durante o Ato 1, é essencial apoiar os druidas e tieflings no Bosque. Wyll se afastará do grupo se você escolher se aliar aos goblins, traindo o Bosque, mesmo que ele não esteja presente para presenciar o conflito. Após estabelecer a paz, dirija-se ao Descanso de Waukeen (X: -31 Y: 577), onde outra comunidade clama por auxílio.

Observadores atentos notarão que a vila está assolada pelo fogo, com seus habitantes em desespero por socorro. Ao ativar o waypoint do Descanso de Waukeen, é crucial adentrar a vila e iniciar imediatamente a busca por sobreviventes. Postergar o descanso após a descoberta do Descanso de Waukeen, sem antes socorrer os sobreviventes, resultará na completa destruição da vila e na perda de qualquer chance de salvamento, afetando adversamente a missão secundária de Wyll.

O resgate mais crítico é o do Conselheiro Florrick. Após o salvamento (e após possíveis interações com cadáveres dispostos a “comunicar-se”), você descobrirá que o pai de Wyll, o Grão-Duque Ravengard, foi capturado por um contingente de goblins e drows – os responsáveis pelo ataque ao Descanso de Waukeen.

Ato 2: Problemas com o papai

Ao explorar as Torres do Nascer da Lua, uma revelação chocante vem à tona: o pai de Wyll, o Duque Ravengard, foi infectado por um girino. Diferentemente do grupo, o Duque não tem quem o defenda dos efeitos adversos da infecção, tornando urgente salvá-lo antes que se transforme em um Esfolador de Mentes.

Uma Dança nas Sombras

Em determinado momento, Mizora, o patrono demoníaco de Wyll, surgirá trazendo complicações. Assegurar a Wyll que ele permanece o mesmo homem de sempre resultará em um aumento na aprovação dele. Eventualmente, Wyll será encontrado ensaiando passos de dança e convidará o jogador para dançar. O sucesso nas verificações de habilidade influenciará a fluidez da dança. Independentemente de dançarem harmoniosamente ou de tropeçarem, Wyll se divertirá. Após esta dança, surge uma nova chance de beijá-lo. A partir deste beijo, o relacionamento é oficializado.

Ato 3: Final do conto de fadas

Após concluir a missão pessoal de Wyll, ajudá-lo a lidar com seu passado e alcançar um nível adequado de aprovação, Wyll conduzirá você a um local repleto de lembranças de sua juventude. Sentados à beira do rio, em um momento de intimidade, Wyll fará a grande proposta de casamento. Os jogadores têm a opção de aceitar, desencadeando uma cena romântica profunda. Caso optem por continuar o relacionamento sem aceitar o casamento, será necessário superar um teste de carisma ou persuasão com dificuldade 20 para navegar delicadamente por essa escolha.

Baldur’s Gate 3_20240210124026

Romances com outros personagens e NPCs

Cena com os Gêmeos Drow

Wyll recusará prontamente a proposta de um quarteto e não existirá uma linha de diálogo que permita aos jogadores persuadi-lo do contrário. Todavia, é possível escolher passar um momento a sós com um dos gêmeos drow sem que isso impacte o relacionamento com Wyll.

Relacionamento com o Imperador

Jogadores que estabelecerem um romance com o Imperador inevitavelmente serão descobertos pelos demais companheiros. Apesar da visível repulsa geral, ser flagrado em tal situação não alterará a aprovação de qualquer companheiro, Wyll incluso.

Encontro com Haarlep

Wyll mostrará sua desaprovação caso o jogador aceite despir-se a pedido de Haarlep e também caso ceda às investidas do íncubo. Contudo, esse encontro íntimo com Haarlep não mudará a percepção de Wyll ou levará ao término do relacionamento.

Romance com Halsin

Diante do interesse de Halsin pelo jogador, Wyll manifestará resistência. Prosseguir com Halsin apesar disso resultará no fim automático da relação com Wyll.

Aventura com Mizora

Optar por um envolvimento com Mizora resultará em término imediato. Wyll, compreensivelmente, reage mal à ideia de seu parceiro se envolver com o demônio responsável por suas adversidades. Se decidir se entregar às tentações de Mizora, você enfrentará um Wyll desolado que encerrará o vínculo amoroso logo cedo, sem deixar margem para apelos ou tentativas de reconciliação.

Para mais guias Baldur’s Gate 3, veja: Romance com Astarion | Romance com Gale | Romance com Lae’zel

Fonte: Gamespot