O último capítulo de Dead by Daylight trouxe não só personagens brasileiros como a adição de um item pouco explorado no jogo até hoje, a tecnologia. O jogo de terror assimétrico da Behaviour Interactive já se tornou seu próprio elemento único de terror contanto até com spin-offs e uma futura adaptação para o cinema.

O game já entrou em uma variedade de subgêneros diferentes relacionados ao gênero; horror corporal, horror psicológico e até mesmo fantasia e paranormal. E nesse último capítulo, Dead by Daylight foca em um dos medos do mundo moderno: o uso indevido da tecnologia.

“A tecnologia como uma ferramenta para o medo é algo em que pensamos há algum tempo. […] Adoramos essa ideia de algo tão onipresente e discreto quanto os drones, quando colocados nas mãos erradas, servem a um propósito sombrio e macabro. Parecia a combinação certa com The Skull Merchant – um caçador altamente inteligente e consertador.”

Dave Richard, Diretor Criativo – que também concedeu uma entrevista exclusiva ao portal Rainbow Road comentando sobre os personagens brasileiros neste link.

Dead by Daylight não traz nenhuma novidade no quesito ferramentas e bugigangas, já que muitos já desempenham papéis significativos em assassinos como A Caçadora e suas machadinhas, o Palhaço com seus botijões de gás nocivo e até mesmo Sadako e suas televisões e fitas VHS. No entanto, as ferramentas da Negociante de Crânios são drones, objetos muito mais modernas por design, tornando-a um destaque entre suas outras contrapartes femininas.

Além disso, o que faz a diferença na assassina Adriana é seu narcisismo e tendência competitiva, e como este último a encoraja a tirar vantagem daqueles que ela considera mais fracos do que ela. Existem muitas slashers femininas em Dead by Daylight, mas, como o Diretor Criativo de Dead by Daylight Dave Richard conta à revista Gayming Mag: nenhuma é tão “moderna e maquiavélica quanto ela” e, portanto, suas vítimas nunca a veem chegando.

A Negociante de Crânios é uma fêmea alfa que também é uma poderosa rica que destrói empresas (figurativa e literalmente) para deixá-las morrer na miséria, e como bem sabemos de muitas histórias assim da ficção (e da vida real), Tools of Torment parece um nome bem adequado.

Seus drones são feitos de crânios de suas vítimas anteriores e são usados para vigilância. Os sobreviventes podem correr o risco de desligá-los e serem detectados por seu radar, ou evitar áreas completamente – permitindo-se serem conduzidos de e para áreas como ratos em uma armadilha mortal. Dave Richard completa, afirmando que suas perks também são uma ótima maneira de mostrar ainda mais sua personalidade: “O Jogo Começou é um bom exemplo disso. Isso torna o Sobrevivente que ela perseguiu por mais tempo a Obsessão, que está ligada à maneira como ela rastreia e caça os alvos mais difíceis. Ela só terá o melhor, em todos os sentidos, e isso se reflete diretamente em sua jogabilidade.”

Quanto ao seu design, sua máscara facial enfeitada contrasta completamente com as duas garras pontiagudas que ela usa para cortar suas vítimas. Esta foi uma escolha pontual da equipe, que queria que a personalidade de alguém que é frio, calculista e altamente engenhoso e inteligente aparecesse apenas olhando para ela. Dave Richard continua, afirmando que Adriana é prática, mas adora coisas bonitas, e enquanto sua máscara extravagante e as garras enferrujadas podem parecer totalmente opostas, a praticidade e a beleza são algo que a equipe queria coexistir lado a lado para destacar suas capacidades.

Como uma boa novidade ao jogo, os sobreviventes Thalita e Renato ganharam dublagens em português, ao contrário da Negociante de Crânios, que não fala. Embora uma longa fila de Assassinos e Sobreviventes não tenha falado antes, os capítulos mais recentes incluíram personagens de ambos os lados que falaram entre si ou enquanto realizavam ações. Os sobreviventes desta vez falam, mas apenas uns com os outros. A assassina, no entanto, permanece em silêncio para dar ainda mais força a sua personalidade seca, gelada e quase robótica em sua busca por sangue. O que realmente faz jus à ela, considerando seu design moderno e tecnológico.

Para mais Dead by Daylight, veja: Códigos promocionais válidos

Fonte: Gayming Mag