0

Mario! Estou lutando ao seu lado a partir de agora! Eu fiz minha escolha… e não vou voltar atrás!

– Vivian, Paper Mario: The Thousand-Year Door
Gênero
Mulher Trans
Primeira Aparição
Paper Mario: The Thousand-Year Door
Última Aparição
Super Paper Mario (apenas em foto)
Local de Nascimento
Twilight Town
Raça
Shadow
Inclinação
Aliado (antigo oponente)
Gênero
Mulher Trans
Primeira Aparição
Paper Mario: The Thousand-Year Door
Última Aparição
Super Paper Mario (apenas em foto)
Local de Nascimento
Twilight Town
Raça
Shadow
Inclinação
Aliado (antigo oponente)

Vivian é a irmã mais nova das três Shadow Sirens, umas das principais antagonistas do jogo Paper Mario: The Thousand-Year Door, de 2004 lançado no Game Cube. Ao contrário de suas irmãs, Vivian é gentil e compassiva em suas interações com outras pessoas e é constantemente zombada e colocada para baixo por sua irmã mais velha, Beldam. Esse relacionamento ruim com ambas as irmãs a levou a ter um complexo de inferioridade profundamente arraigado e que está bem aparente quando Mario a conhece durante a gameplay.

Vivian e suas irmãs parecem ter sido de alguma forma relacionadas à Rainha das Sombras antes da prisão da rainha, embora a natureza desse relacionamento seja desconhecida. Ela também é considerada a mais fofa das Sereias das Sombras, para o desgosto de suas irmãs mais velhas e apesar de se apresentar como antagonista ela opta por acompanhar e ajudar Mario na jornada, se tornando uma ótima aliada.

A mais fofa e mais nova das sereias das sombras não é só uma das personagens mais emblemáticas do game, como também é uma mulher trans. Tanto na versão original japonesa quanto na localização europeia, Vivian é uma personagem mulher transgênero, até mais explícito ainda na tradução italiana em que ela fala “Tenho orgulho de ter me tornado uma [mulher]!” quando rebate zoações de sua irmã mais velha. Infelizmente, todas menções a isso foram removidas da localização americana e alemã do jogo.

“Mas eu também me sinto mulher e tenho orgulho de ter me tornado uma” – tradução livre do italiano – Fonte: NintendoBlast

Ainda há controvérsias sobre como os desenvolvedores lidaram com seu gênero durante o jogo, com algumas pessoas apontando alguns modos transfóbicos em como o personagem é apresentado, principalmente na versão japonesa, mas geralmente Vivian é tida como uma boa representante, sendo escolhida até como uma das melhores personagens LGBTQ+ em jogos pela IGN e listada como ídolo da Drag Queen Daphne J. Sumtimez.

Diferentemente de Birdo, Vivian é (menos nos EUA e Alemanha) abertamente uma mulher trans, e orgulhosa disso. O autor Nicholas Taylor, no livro Queerness in Play, comenta sobre como o papel de Vivian na narrativa do jogo pode ajudar jogadores a entender suas próprias experiências de gênero, identidade e expressão, e isso só coloca ainda mais o holofote na necessidade de cada vez mais termos personagens assim nas nossas mídias de entretenimento.

Fonte: Paper Mario Fandom, Wikipedia

Neto Verneque
"A gente precisa normalizar o conceito do gamer ruim" - eu

GLAAD | Life is Strange: True Colors leva o prêmio de Melhor Jogo de 2021

Anterior

LEGO Star Wars: The Skywalker Saga parece dar a Finn e Poe a relação que os fãs tanto pedem

Próximo

Mais em Perfil